terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Correndo na chuva


Se pensarmos na proporção dos dias de chuva para os dias de sol, temos uma taxa bem pequena. Acho que estes dias são poucos de mais para não serem aproveitados!!
A chuva e o frio me trazem sensações de liberdade. Talvez exatamente pelas ruas ficarem mais vazias, a luz sendo refracionada pelas gotas que caem forte. A chuva caí independente do querer, o que posso escolher é se vou aproveitar e me molhar um pouco, afinal é apenas água. Sempre ando bem devagar na chuva, o tempo passa mais lentamente nessas horas. Os pingos explodindo sobre as mãos estendidas, a água correndo nos cantos da rua. A associação de água com a vida é algo bem real e existente.
Hoje estava de cabeça cheia e pesada demais, o stress acumulado da insônia da noite passada ainda estava presente. Vesti uma roupa leve, um tênis velho e meus fones de ouvido. Saí de casa e comecei a correr, fui até à praia. Fiz uma pausa e parei pra apreciar algo que eu nunca tinha feito. Chega a ser mágico e abstrato o efeito da água caindo no mar, o ar mais gelado circulando em torno dos meus passos rápidos. Desviar de poças também fez parte do trajeto. Descobri hoje algo extraordinário.
Enquanto uns correm da  chuva, eu só queria correr na chuva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

..