sexta-feira, 30 de abril de 2010

I hate, but i always love


O ódio é uma forma simples de defesa do nosso corpo e mente, pois apesar de utilizar os mesmos receptores e transmissores do amor, no ódio outros receptores e outras áreas do seu cérebro ficam mais dispostas a funcionar, como o seu pensamento analítico, que vai te dar todo o remake e claro os feedbacks. Assim você tem a capacidade de pensar melhor sobre o que acontece , planejar , calcular, e até mesmo produzir formas de vingança.

Esta forma de defesa, existe na verdade para ser usada poucas vezes, passando um tempo ele faz mal ao seu corpo, afinal todos fomos criados por amor, e para amar, assim este sentimento considerado ruim é na verdade maléfico também, a sensação de sua pele estar congelando, seus dentes mais rígidos, seu torax com uma pressão apertada e intensa, parecendo explodir é causado pela dilatação dos vasos sanguineos, afinal seu cérebro precisa de mais sangue ( na verdade mais oxigênio, pois esta é a função do sangue no nosso corpo, dentre outras) para fazer as sinapses nervosas mais rápido, com isso o sangue circula um pouco mais rápido, por isso parece que o coração literalmente queima. Resumindo, o ódio pode te matar, fisiologicamente falando.

Apesar de tudo isso, o ódio existe, para você analizar a situação que acontece.Se você só sentir o amor, não vai ver algo que te prejudica com tanta facilidade. É necessário mas tem de ser controlado.
Na minha infinita situação de introversão, quando me tomo por este ódio pensativo, é comum bloquear toda forma de fluxo de energia que se aproxima, falando mais simples, eu afasto as pessoas um pouco. Afinal se eu não realmente me isolar não vou conseguir refletir de verdade. Mas isto é perigoso, pois quanto mais afastado, menos amor. Aprendi que posso explicar isto aos meus verdadeiros amigos, claro, a compreensão deles exige um esforço, costumo dizer que quem realmente é meu amigo, é pq realmente quer.
Nesse tempo, a cooperação insistência da amizade é importante, ou seja, outra forma de amor, se implica nesse processo , mas chegando externamente, aos poucos meus pontos de reflexão vão se formando linhas, e assim com os contornos pré-definidos , eu digo aos meus amigos : - Olá pessoal, eu acho que estou de volta.
Realmente pode ser dificil entender, afinal meu temperamento está apenas em uma em cada quatro pessoas no mundo.
Parece uma sindrome de dupla personalidade, na verdade não existe nada disso, simplesmente somos movidos por energia, esta parte eu nunca vou esquecer da Ecologia. Bom vou falar rs...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

..